NOTICIAS

Veja as 50 cidades de SP campeãs de vagas de emprego com carteira assinada em maio





Estado de SP criou mais de 42 mil vagas com carteira assinada em maio e registrou o maior salário de admissão do país



O estado de São Paulo criou 42.355 vagas de emprego com carteira assinada no mês de maio. Os dados são do Ministério do Trabalho e Emprego. De janeiro a maio deste ano, foram criados 328.685 postos. Já no acumulado de 12 meses (de junho de 2023 a maio de 2024), foram 466.971 oportunidades.

Veja abaixo os 50 municípios paulistas campeões de vagas

Mês de maio (em relação a abril)

  1. São Paulo: 10.517
  2. Matão: 3.452
  3. Bebedouro: 2.123
  4. Capela do Alto: 1.332
  5. São Bernardo do Campo: 1.235
  6. São Caetano do Sul: 1.194
  7. Barueri: 1.152
  8. São José do Rio Pardo: 1.076
  9. Colômbia: 849
  10. Campinas: 839
  11. Monte Azul Paulista: 770
  12. Itapetininga: 673
  13. Santo André: 673
  14. Santa Cruz do Rio Pardo: 631
  15. Mogi-Guaçu: 589
  16. Mogi das Cruzes: 588
  17. Botucatu: 574
  18. Barra Bonita: 534
  19. Capivari: 527
  20. Luis Antônio: 524
  21. São José do Rio Preto: 445
  22. Sorocaba: 413
  23. Limeira: 411
  24. Osasco: 398
  25. São João da Boa Vista: 363
  26. Bariri: 347
  27. Mococa: 344
  28. Reginópolis: 340
  29. Santa Bárbara D’Oeste: 319
  30. Atibaia: 302
  31. Campos do Jordão: 298
  32. Votorantim: 290
  33. Guarulhos: 286
  34. Itaquaquecetuba: 278
  35. Araçatuba: 277
  36. Altinópolis: 269
  37. Itu: 263
  38. Franca: 254
  39. Sumaré: 250
  40. Avaré: 246
  41. Itupeva: 239
  42. São Roque: 231
  43. Sertãozinho: 228
  44. Caconde: 222
  45. Santos: 217
  46. Vinhedo: 207
  47. Conchal: 191
  48. Penápolis: 187
  49. Jundiaí: 186
  50. Cotia: 185

Acumulado do ano (janeiro a maio)

  1. São Paulo: 89.221
  2. Guarulhos: 9.562
  3. Campinas: 9.361
  4. São Bernardo do Campo: 8.021
  5. Sorocaba: 5.722
  6. São José dos Campos: 5.431
  7. Ribeirão Preto: 5.171
  8. São Caetano do Sul: 4.800
  9. São José do Rio Preto: 4.294
  10. Franca: 4.171
  11. Mogi das Cruzes: 3.800
  12. Santo André: 3.762
  13. Santos: 3.631
  14. Piracicaba: 3.367
  15. Bauru: 3.161
  16. Sumaré: 3.106
  17. Botucatu: 2.924
  18. Indaiatuba: 2.893
  19. Limeira: 2.831
  20. Cotia: 2.285
  21. Taubaté: 2.225
  22. Osasco: 2.214
  23. Sertãozinho: 2.175
  24. São José do Rio Pardo: 2.140
  25. Rio Claro: 2.111
  26. Jundiaí: 1.951
  27. São Carlos: 1.949
  28. Santana de Parnaíba: 1.948
  29. Diadema: 1.838
  30. Vinhedo: 1.819
  31. Itu: 1.812
  32. Barra Bonita: 1.781
  33. Taboão da Serra: 1.773
  34. Capela do Alto: 1.741
  35. Paulínia: 1.693
  36. Cajamar: 1.667
  37. Araras: 1.621
  38. Presidente Prudente: 1.544
  39. Mauá: 1.532
  40. Mogi-Guaçu: 1.525
  41. Araçatuba: 1.503
  42. Bebedouro: 1.497
  43. Itapetininga: 1.475
  44. Atibaia: 1.422
  45. Marília: 1.410
  46. Pontal: 1.405
  47. Araraquara: 1.393
  48. Birigui: 1.261
  49. Jaboticabal: 1.251
  50. Elias Fausto: 1.242

Acumulado de 12 meses

  1. São Paulo: 157.904
  2. Guarulhos: 17.112
  3. Campinas: 14.615
  4. São Bernardo do Campo: 11.751
  5. São José dos Campos: 8.795
  6. Sorocaba: 8.296
  7. Ribeirão Preto: 7.670
  8. Santo André: 7.554
  9. Santos: 7.360
  10. Mogi das Cruzes: 6.134
  11. Barueri: 6.108
  12. São José do Rio Preto: 5.305
  13. Piracicaba: 4.732
  14. Taubaté: 4.324
  15. Cotia: 4.256
  16. Osasco: 4.249
  17. Cajamar: 3.906
  18. Indaiatuba: 3.808
  19. Mauá: 3.570
  20. Santana de Parnaíba: 3.514
  21. Botucatu: 3.445
  22. Paulínia: 3.376
  23. Presidente Prudente: 3.315
  24. Sertãozinho: 3.272
  25. São Caetano do Sul: 3.160
  26. Matão: 3.092
  27. Sumaré: 3.024
  28. Praia Grande: 2.944
  29. Bauru: 2.863
  30. Araçatuba: 2.701
  31. Itaquaquecetuba: 2.478
  32. Diadema: 2.457
  33. Limeira: 2.349
  34. Jundiaí: 1.936
  35. Lins: 1.905
  36. Barretos: 1.874
  37. Taboão da Serra: 1.872
  38. Lençóis Paulista: 1.848
  39. Bragança Paulista: 1.837
  40. Itu: 1.834
  41. Itupeva: 1.831
  42. Marília: 1.823
  43. Votorantim: 1.756
  44. Bebedouro: 1.736
  45. Mogi-Mirim: 1.730
  46. São José do Rio Pardo: 1.718
  47. Tatuí: 1.650
  48. Rio Claro: 1.639
  49. São Roque: 1.639
  50. Itapecerica da Serra: 1.625

De acordo com a Fundação Seade, em todos os períodos, houve crescimento na criação de vagas no estado: 0,3% em maio, 2,37% no acumulado do ano e 3,4% em 12 meses. Além disso, São Paulo criou 32% do total de vagas com carteira assinada do país em maio, 30% do total no acumulado do ano e 28% do total em 12 meses.

São Paulo – vagas criadas

Maio: 42.355
Acumulado do ano até maio: 328.685
Acumulado de 12 meses: 466.971

Brasil: vagas criadas

Maio: 131.811
Acumulado do ano até maio: 1.088.955
Acumulado de 12 meses: 1.674.775

Sudeste – vagas criadas

Maio: 84.689
Acumulado do ano até maio: 564.898
Acumulado de 12 meses: 821.739

Vagas por setores

O setor de Serviços foi o responsável por criar o maior número de vagas em maio. Veja o desempenho de cada setor da economia:

  • Serviços: 18.781
  • Agricultura, pecuária, produção florestal, pesca e aquicultura: 14.476
  • Indústria geral: 5.732
  • Construção: 2.677
  • Comércio; reparação de veículos automotores e motocicletas: 688

Dentro do setor de Serviços os seguintes subsetores foram responsáveis pelo maior número de vagas:

  • Informação, comunicação e atividades financeiras, imobiliárias, profissionais e administrativas: 6.716
  • Administração pública, defesa e seguridade social, educação, saúde humana e serviços sociais: 6.524

Salário médio de admissão

Enquanto o salário médio de admissão no Brasil ficou em R$ 2.132,64, em São Paulo foi de R$ 2.403,33. O rendimento no estado aumentou 1,77% em relação ao mesmo mês do ano passado. No Sudeste, o salário ficou em R$ 2.273,63.

Novamente, o estado de São Paulo registrou o maior salário médio de admissão do país, seguido por Distrito Federal (R$ 2.208,26), Rio de Janeiro (R$ 2.198,43) e Santa Catarina (R$ 2.131,39).